A 100 dias da Copa, só 18% das obras de infraestrutura foram entregues Parte: 3

Posted: March 5, 2014 in Uncategorized

Veja um panorama das obras de infraestrutura da Matriz para cada cidade-sede:

BELO HORIZONTE

A capital mineira conta atualmente na Matriz com investimentos totais de R$ 1,8 bilhão em obras de mobilidade urbana e reformas no aeroporto de Confins.

Na área de mobilidade, são sete projetos, sendo que apenas um está concluído até o momento. Os demais devem ser entregues até maio. O investimento estimado para o setor é de R$ 1,4 bilhão, cerca de R$ 100 milhões menor que a estimativa da Matriz assinada em 2010.

No aeroporto, são três projetos, com custo de R$ 430 milhões. De acordo com a Infraero, Confins estará pronto para atender à demanda no período da Copa com a entrega da reforma dos terminais 1 e 2 e a conclusão do terminal 3, prevista para este mês de março. Porém, a reforma completa do aeroporto só deve ser finalizada em setembro deste ano, depois do Mundial.

Tabela Matriz BH (correta) (Foto: infoesporte)

 

BRASÍLIA

Estão previstos na Matriz investimentos de R$ 695 milhões em mobilidade urbana e reformas no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek.

Inicialmente, a capital federal ganharia um VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) para a Copa. No entanto, a obra foi paralisada pela Justiça por irregularidades na licitação e acabou sendo retirada da Matriz. Um outro projeto – ampliação da pista de acesso ao aeroporto – foi incluído e tem previsão de conclusão para maio. 

Apesar de não estar na Matriz, o governo local promete entregar também até maio outra obra de mobilidade urbana: o BRT (Bus Rapid Transit) que ligará as cidades do Gama e de Santa Maria ao centro de Brasília. O projeto faz parte do Pac da Mobilidade e tem custo de R$ 600 milhões.

Especificamente no aeroporto, duas obras foram realizadas pela Infraero e concluídas em novembro de 2012: reforma do terminal de passageiros e construção de um módulo operacional. O espaço então passou por uma licitação de concessão e um consórcio privado assumiu as demais obras previstas, como a construção de dois novos terminais que devem ser entregues até maio.

Tabela Matriz Brasília (correta) (Foto: infoesporte)

 

CUIABÁ

Na capital do Mato Grosso, estão previstos na Matriz investimentos de R$ 1,8 bilhão em mobilidade urbana e no aeroporto.

Na área de mobilidade, são três projetos, com custos estimados em R$ 1,718 milhões. O corredor da avenida Mário Andreazza e as obras de acessibilidade no entorno da Arena Pantanal devem ser entregues até este mês de março. No entanto, o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), previsto para ficar pronto em junho, corre o risco de não ser concluído a tempo do primeiro jogo da Copa na cidade, no dia 13 de junho.

Além das obras da Matriz, os governos estadual e municipal ainda prometem outras 53 obras de mobilidade na cidade, sendo que 16 estão prontas, como os viadutos do Despraiado, da Sefaz e da UFMT. Porém, algumas obras que já foram entregues apresentaram problemas de estrutura denunciados pelo Crea, como a a trincheira do Santa Rosa, que teve fissuras identificadas nas paredes laterais.

Já no aeroporto, são duas obras previstas na Matriz. Uma delas, a construção de um novo módulo operacional, foi concluída ainda em 2011. Porém, a reforma e ampliação do terminal de passageiros só deve ficar pronta em abril.

Tabela Matriz Cuiabá (Foto: infoesporte)

 

CURITIBA

A Matriz de Responsabilidades da Copa prevê investimentos de R$ 623 milhões na área de mobilidade urbana e no aeroporto de Curitiba.

Em mobilidade, são 11 projetos, todos com previsão de entrega até maio. Uma das obras previstas na Matriz de 2010 acabou excluída: a construção do corredor metropolitano. 

No Aeroporto Afonso Pena são três obras, sendo que uma já está concluída: a reforma da pista para táxi das aeronaves. A ampliação do terminal de passageiros e a ampliação do pátio das aeronaves devem ser entregues até maio deste ano. No entanto, a Infraero já informou que uma segunda etapa da reforma só deve ser concluída em março de 2016.

tabela matriz curitiba (Foto: infoesporte)

 

FORTALEZA

A capital cearense conta com investimentos de R$ 948 milhões previstos na Matriz para obras de mobilidade urbana, no aeroporto Pinto Martins e no terminal marítimo de Mucuripe.

Na área de mobilidade, são seis projetos com previsão de entrega até maio. Entre as obras estão listados três BRTs (Dedé Brasil, Paulino Rocha e Aberto Craveiro) e de um VLT (Parangaba / Mucuripe). 

No aeroporto Pinto Martins, a reforma e ampliação do terminal de passageiros e do pátio de aeronaves deve ser entregue neste mês de março. Porém, a Infraero anunciou que a reforma completa só será concluída em fevereiro de 2017. Na Copa do Mundo, o aeroporto ganhará um terminal remoto temporário, com capacidade para 400 mil passageiros. Estruturas semelhantes já foram utilizadas em outros eventos esportivos como a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, e a Eurocopa de 2004, em Portugal.

Fortaleza ainda receberá a reforma do Porto de Mucuripe, com a implantação do terminal marítimo de passageiros, construção de um cais, pavimentação e urbanização de via interna de acesso e estacionamento e pátio. A previsão de conclusão é para maio.

tabela matriz fortaleza (Foto: infoesporte)

 

MANAUS

Manaus conta com previsão de investimentos de R$ 534 milhões na Matriz para obras no aeroporto e no porto. Na área de mobilidade urbana, os dois projetos previstos no documento de 2010 acabaram excluídos.

Apesar de ter ficado sem obras de mobilidade na Matriz, o governo local implantará um sistema de faixa exclusiva para ônibus na principal via de acesso à Arena da Amazônia. 

No aeroporto, parte da reforma do terminal de passageiros e do estacionamento já foram entregues e uma nova etapa deve ser concluída até abril. Segundo a Infraero, com estas obras, o aeroporto estará pronto para atender à demanda na Copa, porém, a reforma completa só deve ser finalizada em setembro.

Manaus ainda terá a reforma do terminal hidroviário, com previsão de conclusão em maio.

tabela matriz manaus (Foto: infoesporte)

 

NATAL

Na capital do Rio Grande do Norte, a previsão de investimentos pela Matriz é de R$ 1,1 bilhão na área de mobilidade urbana, no aeroporto e no porto.

Em mobilidade, a cidade conta com três projetos, todos com previsão de entrega em maio. No mesmo mês também deve ser entregue a construção do terminal marítimo do porto.

Natal ainda vai ganhar um novo aeroporto no município de São Gonçalo do Amarante. A construção da pista de pouso e decolagem e o pátio das aeronaves já foram concluídos pela Infraero, que passou as obras de construção do aeroporto para uma concessionária privada, que deve entregar o novo terminal até abril.

tabela matriz natal (Foto: infoesporte)

 

PORTO ALEGRE

Porto Alegre foi a cidade que sofreu a maior exclusão de projetos da Matriz em comparação com a versão do documento assinada em 2010. Os dez projetos de mobilidade urbana previstos foram deixados de fora, sendo incluído apenas um: a pavimentação e urbanização do entorno e das vias de acesso ao Beira-Rio, que deve ser entregue até abril. Ainda assim, o governo local corre para entregar também antes da Copa o corredor exclusivo das avenidas Beira-Rio e Padre Cacique, que foram incluídos na lista de obras do Pac da Mobilidade.

No aeroporto Salgado Filho, os investimentos estão orçados em R$ 87 milhões. Um módulo operacional já está concluído e a primeira fase da ampliação do terminal de passageiros e dos pátios e pistas das aeronaves deve ficar pronta até maio, o que, segundo a Infraero, será suficiente para atender à demanda durante a Copa. Um equipamento antineblina também deve ser instalado antes do Mundial. Porém, a reforma completa do aeroporto só será concluída em 2016. 

Tabela Matriz Porto Alegre (Foto: infoesporte)

 

RECIFE

Em Recife, estão previstos investimentos de R$ 918 milhões para obras de mobilidade urbana e no porto de acordo com a Matriz de Responsabilidades. A única obra prevista em 2010 para o aeroporto acabou excluída do documento. Segundo a Infraero, o terminal já está preparado para atender à demanda na Copa.

Em mobilidade, são sete projetos previstos na Matriz, sendo que um deles está concluído: o viaduto da BR-408, que da acesso à Arena Pernambuco. As outras obras devem ser entregues neste mês de março. Além disso, o governo local já concluiu outros sete projetos independentes de mobilidade voltados para a Copa.

A reforma do porto também foi finalizada em outubro do ano passado. O terminal marítimo ganhou reforma em um dos armazéns, a construção de um anexo e a pavimentação para a construção de um estacionamento.

tabela matriz recife (Foto: infoesporte)

 

RIO DE JANEIRO

Para o Rio de Janeiro, estão previstos na Matriz investimentos de R$ 2,2 bilhões em obras de mobilidade urbana e no aeroporto do Galeão. A reforma do porto, prevista em 2010, acabou sendo excluída da Matriz e só deve ser realizada para as Olimpíadas de 2016.

Em mobilidade, o Rio conta com três projetos. O principal deles, a construção da Transcarioca, tem previsão de conclusão para este mês de março. Ainda serão feitas a reurbanização do entorno do Maracanã e a modernização da estação multimodal do estádio.

No aeroporto, já foi entregue parte da reforma do terminal de passageiros 1. A reforma do terminal 2 deve ser concluída até abril, assim como a recuperação e revitalização dos sistemas de pistas e pátios das aeronaves. Segundo a Infraero, estas obras serão suficientes para atender à demanda durante a Copa, mas a reforma completa do aeroporto só será concluída em 2015.

Tabela matriz Rio (Foto: infoesporte)

 

SALVADOR

Na capital baiana estão previstos investimentos de R$ 172 milhões pela Matriz em obras de mobilidade urbana e reformas no aeroporto e no porto.

Na área de mobilidade, são dois projetos. A construção de estruturas de acessibilidade no entorno do estádio da Fonte Nova foi concluída. Já a construção de rotas de pedestres na região, orçada em R$ 7 milhões, está paralisada, apesar da previsão de término até maio.

Principal obra de mobilidade listada na Matriz de 2010, o BRT de acesso ao aeroporto foi excluído do documento. Em contrapartida, o governo local promete entregar até a Copa uma nova linha do metrô que facilitará o acesso ao estádio da Fonte Nova.

O aeroporto já teve a reforma do pátio de aeronaves concluída e ainda deve receber até abril uma nova torre de controle e a reforma do terminal de passageiros. De acordo com a Infraero, estas intervenções serão suficientes para atender à demanda durante a Copa. A reforma completa do aeroporto só deve ser concluída em julho, com o Mundial já em andamento.

O porto de Salvador também deve ganhar até maio um terminal marítimo de passageiros e a urbanização de toda a região.

tabela matriz salvador (Foto: infoesporte)

 

SÃO PAULO

 

Em São Paulo, a Matriz prevê investimentos de R$ 3,8 bilhões, sendo que a 80% destes recursos serão aplicados nos aeroportos de Guarulhos e Viracopos.

Em mobilidade urbana, o projeto para São Paulo foi bastante alterado em razão da mudança de estádio. Na versão da Matriz de 2010, o Morumbi era o estádio da cidade e a única obra prevista era a construção da Linha Ouro do metrô, um monotrilho que ligaria o aeroporto de Congonhas à arena. Com a exclusão do Morumbi e a construção da Arena Corinthians, em Itaquera, o governo local se voltou para a região com o que chamou de Polo Institucional de Itaquera. São intervenções viárias que devem ser entregues até abril. Atualmente, as obras estão com 83% de conclusão.

Já os aeroportos recebem alguns dos maiores investimentos de toda a Matriz. Em Guarulhos, a Infraero já concluiu três obras: revitalização de pistas e pátios, terraplanagem do terminal 3 e primeira fase de construção do terminal 4. O aeroporto foi então cedido para uma concessionária privada, que deve concluir o restante da reforma até maio. Em Viracopos, a Infraero também construiu um módulo operacional e depois passou a administração para a iniciativa privada, que deve terminar as obras também até maio.

São Paulo ainda receber a reforma no porto de Santos. O alinhamento do cais de Outeirinhos, construído há quase um século, prevê que até seis navios possam estar atracados ao mesmo tempo, além de mais conforto e agilidade no embarque. A ideia é que a cidade de Santos possa receber hotéis flutuantes e dois transatlânticos com capacidade para até sete mil pessoas.

Tabela Matriz São Paulo (Foto: infoesporte)

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s