A Fifa está blefando ou Curitiba está fora da Copa?

Posted: February 17, 2014 in Uncategorized

A decisão oficial será anunciada somente amanhã (18/2) antes Congresso no Costão do Santinho, em Florianópolis, que reunirá chefes de equipe das 32 seleções que disputarão o Mundial.  

Mas na noite de domingo (16/02), por volta das 20h45, toca meu celular. Do outro lado da linha uma pessoa ligada ao COL me passa a notícia de que Curitiba está fora da Copa. De acordo com a fonte, a Fifa precisava tomar uma atitude radical, pois está vendo que as sedes já não cumprem suas exigências. 

Na semana passada o prefeito do Recife Geraldo Júlio anunciou que a cidade não gastaria mais com a Fan Fest. Embora a notícia tenha repercutido muito bem na sociedade pernambucana que, na esteira das manifestações em todo o país, exigem menos investimentos na Copa e mais em saúde e educação, caiu como uma bomba no colo da organizadora do Mundial. A Fifa vendeu para seus patrocinadores 12 destes eventos com a promessa de reunir mais de 15 milhões de pessoas. 

Outro ponto preocupante é com o estádio do Beira-Rio, em Porto Alegre. O presidente do Internacional, Giovanni Luigi, afirmou que não bancará os R$ 30 milhões para as estruturas temporárias do Mundial. Para Luigi este investimento não se justifica, pois a obra não faz parte do patrimônio do Inter. Esta decisão teve aprovação da maior parte dos seus sócios-torcedores, que preferem que os recursos sejam aplicados em novos jogadores.

Assim, na tentativa de mostrar que ainda controla as regras deste grande jogo, a entidade daria provas disso penalizando a cidade cujo estádio tem as obras mais atrasadas, decisão esta que teria sido tomada com base em relatórios dos consultores do COL decorrentes de visita feita à Arena da Baixada no dia 06 de fevereiro. 

Confirmada a exclusão, ficaria de fora do megaevento a capital brasileira que é referência em urbanismo, nosso melhor cartão postal em mobilidade urbana e a cidade que detinha o melhor estádio – em 2007 a avaliação era de que a Arena precisava apenas de 25% de obras para atender as exigências da Fifa -, o que alimenta a ideia de que o que faltou mesmo foi planejamento. 

Por outro lado, confesso que estou desconfiado com este telefonema: apesar de receber apenas quatro partidas do mundial, sendo que nenhuma delas inspira grandes paixões, Curitiba está entre as sedes que mais tiveram ingressos comercializados, isto porque a Fifa introduziu o processo de compras no escuro. Além do prejuízo de imagem, os danos financeiros para a União com a exclusão de Curitiba poderão ser tão caros quanto os recursos necessários para a conclusão da Arena.

É possível que a estratégia de comunicação da Fifa e membros do COL seja a de disseminar a notícia extraoficialmente para que se encontre uma saída urgente para o impasse financeiro. A questão na Arena da Baixada não é técnica, já que a engenharia brasileira consegue terminar a tempo a obra, mas sim a engenharia financeira, que em tempos de manifestações fica difícil equacionar.

Uma vez anunciada oficialmente a posição da Fifa, não será possível voltar atrás.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s