Archive for October, 2013

Duas semanas após o início da instalação dos assentos, o Beira-Rio já conta com 1,5 mil unidades nas arquibancadas inferiores. O índice de conclusão do estádio gaúcho continua 82,5%.

A Andrade Gutierrez, construtora responsável pelos trabalhos, prevê instalar 1,1 mil cadeiras por dia. A arena terá 60 mil assentos. A principal frente de trabalho da obra está ligada à construçãoda cobertura. No total, 59 estruturas P1 e P2 foram instaladas. 

As folhas metálicas P3, localizadas no interior do Beira-Rio, contam com 30 unidades montadas. Além disso, 17 P4 também já foram içadas. O estádio terá, no total, 65 estruturas que vão formar a cobertura.

A AG também dá andamento aos trabalhos internos e às etapas do acabamento. Nos 55 camarotes, ocorre a instalação do teto e do piso. Na parte externa, está em execução a construção da nova fachada, que terá chapas de aço em vermelho, branco e prata.

O edifício-garagem, por sua vez, é erguido no terreno localizado ao lado do estádio. A previsão é que a conclusão do Beira-Rio ocorra no fim de dezembro. A obra está orçada em R$ 330 milhões. Na Copa 2014, o local receberá cinco partidas, sendo quatro da primeira fase e uma válida pelas oitavas de final.

Advertisements

As obras do BRT da avenida Alberto Craveiro, em Fortaleza, atingiram 94% de execução. O términos dos trabalhos está previsto para dezembro deste ano. Os trabalhos se concentram na drenagem de alguns trechos e no acabamento do canteiro central e das calçadas.

O BRT da avenida Paulino Rocha, por sua vez, tem 51,16% de conclusão. Os dois projetos integram o sistema viário que dará acesso ao Castelão e fará a ligação do estádio com a zona hoteleira da cidade. 

A prefeitura prevê para maio de 2014 a entrega da todas as obras de mobilidade previstas na Matriz de Responsabilidades –são mais dois BRTs (Dedé BrasilEixo Via Expressa/Raul Barbosa) e o VLT Parangaba-Mucuripe, além de cinco túneis, três viadutos e a reconstrução da rotatória que liga as vias urbanas do entorno da arena.O investimento total é de R$ 527 milhões.

No total, quatro túneis serão construídos: na avenida Padre Antônio Tomaz, na avenida Santos Dumont, o túnel longitudinal (entre as avenidas Santos Dumont e Padre Antônio Tomaz) e na avenida Alberto Sá. Eles fazem parte do projeto Eixo Norte-Sul (Via Expressa/Raul Barbosa). 

VLT
O Veículo Leve sobre Trilhos terá 12,7 km de extensão e vai atravessar 22 bairros de Fortaleza. O trajeto terá 11,2 km em superfície e 1,5 km em elevado. No bairro de Parangaba, a estação terá integração com a linha sul do metrô e com o terminal de ônibus do Sistema Integrado de Fortaleza. Já a estação elevada do Papicu fará a integração com a linha leste do metrô e o terminal de ônibus. 

As obras viárias no entorno da Arena Corinthians avançaram sete pontos percentuais em 20 dias e marcam 59% de conclusão. Os trabalhos estão em andamento há 13 meses e devem ser entregues em abril, a dois meses da abertura da Copa do Mundo 2014.

O investimento total, incluindo despesas com projetos e desapropriações, de acordo com o convênio assinado em 2011, será de R$ 478,2 milhões, sendo R$ 345,9 milhões do Estado e R$ 132,3 milhões da Prefeitura de São Paulo. Cerca de 1.500 empregos diretos e indiretos devem ser gerados pelas intervenções.

Segundo o Comitê Paulista da Copa, há avanços no mergulho, no túnel na Radial Leste próximo à estação Corinthians-Itaquera e no conjunto de viadutos conhecido como chuveirinho. Após as obras, os torcedores vindos de Guarulhos, na grande São Paulo, chegarão à arena por um novo trajeto.

Obra
O empreendimento foi divido em três etapas, com as obras de Integração do Sistema Viário da Avenida Radial Leste ao futuro Polo Institucional de Itaquera. A primeira fase deve ser concluída em março de 2014. Hoje, estão em andamento os serviços de terraplenagem e drenagem, muros de contenção, escavação e cravações de perfis metálicos, estacas pré-moldadas e laje superior e inferior da passagem inferior da Radial Leste, enterramento de rede elétrica,  fundações, pilares, vigas e lajes para obras de arte especiais.

São realizadas as seguintes obras e serviços na primeira etapa: nova avenida de ligação Norte-Sul entre a Av. Itaquera e a Av. José Pinheiro Borges (Nova Radial) e respectivo conjunto de viadutos; nova avenida de ligação entre a Av. Norte-Sul e a Av. Miguel Inácio Cury; adequação viária da ligação entre a Av. Miguel Inácio Cury e a Estação Corinthians-Itaquera; e adequação viária da Radial Leste nas proximidades da Estação Corinthians-Itaquera, com a implantação de uma via expressa em mergulho (pista subterrânea).

A segunda etapa, iniciada em abril de 2013, é composta das alças viárias que farão a ligação entre a avenida José Pinheiro Borges (Nova Radial) e a avenida Jacu Pêssego, em Itaquera. A Radial e a Jacu Pêssego são os dois principais eixos viários do extremo Leste de São Paulo. A ligação entre as vias facilitará o acesso da região à Marginal Tietê, Rodovia Ayrton Senna e Rodoanel. Serão construídos dois viadutos ligando as duas avenidas e um pontilhão sobre o Rio Verde para passagem de veículos na Avenida Rosa Campanella. Além disso, serão realizadas adequações viárias para acesso aos viadutos e ao novo estádio do Corinthians.

Na terceira fase, a ser concluída em abril de 2014, será construída uma passarela que fará a ligação da região Norte do bairro de Itaquera ao futuro estádio, sobrepondo os trilhos do Metrô e da CPTM e as Avenidas Radial Leste e José Pinheiro Borges. A travessia para pedestres facilitará a circulação das pessoas que pretendem chegar ao estádio e ao Polo Institucional Itaquera.