A 300 dias da Copa, quatro obras de estádios têm ritmo adequado

Posted: August 21, 2013 in Uncategorized

Arena da Amazônia, Arena das Dunas, Arena Corinthians e Arena Pantanal devem cumprir o prazo de entrega das obras, marcado para dezembro deste ano. Arena da Baixada e Beira-Rio precisam acelerar o ritmo dos trabalhos apresentados nos últimos meses.

Desde março, a Arena das Dunas, hoje com 84% de conclusão, apresentou o maior salto no índice de execução das obras –foram 23 pontos percentuais. Os estádios de Cuiabá, Manaus e São Paulo também tiveram ritmo adequado para que o término ocorra no tempo previsto.

A Arena Pantanal passou de 62% para 80%. Já a Arena da Amazônia também avançou 18 pontos percentuais e chegou à marca de 76%. A Arena Corinthians, por sua vez, manteve o ritmo habitual, superior a três pontos percentuais por mês, e saltou de 70% para 84%.

O cenário não se repete em Curitiba e Porto Alegre. Nos dois casos, o avanço dos trabalhos foi de apenas 11 pontos percentuais –média próxima a três pontos percentuais por mês. A Arena da Baixada tem 71% de conclusão e precisa avançar 29 pontos percentuais em pouco mais de quatro meses. O Beira-Rio, 76% pronto, precisa de 5,3 pontos percentuais para cumprir o prazo (veja detalhes das obras abaixo).

Comparação
Há um ano, o desafio de entregar os estádios para a Copa das Confederações era maior. A obra mais atrasada era da Arena Pernambuco, com apenas 49% de conclusão. A implantação de um plano de aceleração, depois, foi responsável pelo avanço de 51 pontos percentuais em dez meses. 

Em agosto de 2012, quatro estádios tinham obras menos avançadas que as atuais: Fonte Nova (65%), além de Mineirão, Maracanã e Mané Garrincha (todos com 62%). O Castelão apresentava um índice praticamente igual ao da Arena Corinthians e da Arena das Dunas, de 83%. 

O estádio de Fortaleza foi o primeiro a ser inaugurado, em dezembro do ano passado, mesmo mês do Mineirão. Os outros quatro estádios atrasaram. A Fonte Nova foi aberta no dia 7 de abril. Vinte dias depois, foi a vez do Maracanã. Mané Garrincha e Arena Pernambuco foram concluídas nos dia 18 e 20 de maio, respectivamente. 

 

Cuiabá
A Arena Pantanal, 80% concluída, começou a receber nesta semana a estrutura metálica que cobrirá as arquibancadas. O processo foi iniciado nos setores norte e sul. O índice de execução das obras saltou sete pontos percentuais em julho. Os trabalhos no canteiro de obras também estão concentrados no acabamento interno da area e na preparação dos estacionamentos. Hoje, 1,4 mil operários trabalham na construção.

Curitiba
A instalação dos últimos degraus pré-moldados da arquibancada da Brasílio Itiberê ocorreu no começo deste mês. A construção da nova cobertura da Arena da Baixada também é executada. Na etapa atual, ocorre a montagem das torres de andaimes que servirão de suporte para a estrutura. No total, serão 17 torres, sendo 11 dentro do campo e seis sobre as arquibancadas. Os trabalhos ligados à TI já foram iniciados, assim como a colocação de dutos de exaustão em todos os banheiros. 

Manaus
Em pouco mais de dois meses, o índice de conclusão da Arena da Amazônia saltou 14 pontos percentuais e chegou a 76%. A principal frente de trabalho está ligada à instalação da cobertura e fachada. A construtora Andrade Gutierrez também dá andamento aos trabalhos internos e de acabamento. Nas rampas de acesso, ocorre os serviços de nivelamento e montagem do piso intertravado. Já os 44,3 mil assentos serão colocados a partir deste mês. 

Natal
O içamento da cobertura da Arena das Dunas está em andamento há 15 dias, no lado oeste do estádio, que chegou à marca de 84% de conclusão. A pré-montagem ocorre na parte externa do canteiro de obras, no solo, desde junho deste ano. Outra frente de trabalho já foi iniciada: o plantio do gramado, que deve ocrrer em 90 dias. As instalações elétricas e hidráulicas também seguem em andamento. Nas áreas vips e nos camarotes, a construtora OAS, responsável pelos trabalhos, instalou as esquadrias e o sistema de condicionamento de ar. 

Porto Alegre
A nova cobertura do Beira-Rio, 76% pronto, terá 65 módulos. Até agora, 40 unidades principais (chamadas de P1) já foram montadas. Mais quatro frentes de trabalho estão em andamento: as intervenções nas áreas internas, no futuro edifício-garagem, nas torres de circulação e nas arquibancadas.Todos os assentos serão instalados até novembro deste ano. No momento, a AG executa as fases preliminares da colocação das cadeiras. A montagem das longarinas, que é a primeira etapa do processo, foi iniciada na última semana de junho.

São Paulo
Com 84% de conclusão, a Arena Corinthians deve ter seu gramado concluído no mês que vem. Na cobertura, continua em andamento a montagem das estruturas metálicas dos setores sul e norte. Outra frente de trabalho é executada na parte externa da arena, onde técnicos instalam os vidros da fachada oeste do estádio. No total, são 1.340 peças. Ocorre também a construção dos primeiros dos 89 camarotes do setor oeste.

 

 
 

Confira o ranking das obras dos estádios:

1º Arena Corinthians – São Paulo (84%) 

2º Arena das Dunas – Natal (84%)

3º Arena Pantanal – Cuiabá (80%)

4º Arena da Amazônia – Manaus (76%)

5º Beira-Rio – Porto Alegre (76%)    

6º Arena da Baixada – Curitiba (71%)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s