Arena Corinthians e Beira-Rio têm as obras mais rápidas da Copa

Posted: May 15, 2013 in Uncategorized

A construção da Arena Corinthians e a reforma doBeira-Rio apresentam os ritmos mais adequados entre os estádios que serão usados apenas na Copa do Mundo 2014. O avanço dos trabalhos e o índice atual das obras mostram: somente os dois estádios devem ser finalizados até dezembro deste ano, data exigida pela Fifa para a entrega das arenas do Mundial 2014. 

Em São Paulo, o avanço médio mensal é de 3,3 pontos percentuais. Em Porto Alegre, são 3,8 pontos percentuais ao mês. A Arena Corinthians, com 76%, iria a 100% em pouco mais de sete meses. O Beira-Rio, por sua vez, estaria concluído em oito meses, já nos últimos dias de 2013.

Em Natal, o avanço mensal também é satisfatório. As obras da Arena das Dunas avançam 3,14 pontos percentuais por mês. Como a construção começou apenas em agosto de 2011, o estádio marca 66% de execução. Nessa toada, a abertura do local ocorrerá em março de 2014, a três meses da abertura da Copa do Mundo.

Em contrapartida, os outros três estádios, Arena da Amazônia, Arena da Baixada e Arena Pantanal, terão problemas caso o ritmo não aumente. As obras dessas cidades-sede têm avanço de apenas 1,7 pontos percentuais por mês. Com a continuação deste cenário, a entrega ocorrerá em fevereiro de 2015.

Descumprindo prazos
A entrega dos seis estádios da Copa das Confederações foi uma prévia do que poderá ocorrer nos próximos meses. No caso do evento-teste do Mundial 2014, as arenas deveriam ser concluídas até dezembro de 2012. Mas apenas Fortaleza e Belo Horizonte cumpriram o prazo determinado pela Fifa. O Castelão foi reaberto no dia 16 de dezembro. O Mineirão, no dia 21.

Durante a preparação, a estabilidade marcou as obras desses estádios. Na capital cearense, a reforma durou apenas 21 meses, com avanço mensal de 4,29 pontos percentuais. Em BH, o Mineirão foi reformado em 29 meses, progredindo 3,57 pontos percentuais mensais.

A Fonte Nova, por sua vez, foi concluída no final de março. O Maracanã, após 32 meses em obras, foi reaberto em abril, com os trabalhos inacabados no entorno do estádio. 

Brasília e Recife vão inaugurar os estádios no mesmo final de semana, a menos de 30 dias da abertura da Copa das Confederações. Na Arena Pernambuco, um plano de aceleração de obras foi implantado no começo de 2012. O fato garantiu a cidade bno evento-teste. Em 24 meses, de julho de 2010 a junho de 2012, apenas metade do estádio foi executado. Os outros 50% foram concluídos em apenas 11 meses.

Arena Corinthians: 76% em 23 meses
Ritmo mensal: 3,3 pontos percentuais
Conclusão: sete meses (dezembro de 2013)
 

Beira-Rio: 69% (38% desde julho de 2012)
Ritmo mensal: 3,8 pontos percentuais
Conclusão: oito meses (final de dezembro de 2013)
 

Arena das Dunas: 66% em 21 meses
Ritmo mensal: 3,14 pontos percentuais
Conclusão: 11 meses (março de 2014)


Arena da Baixada: 62% (17% em 10 meses)
Ritmo mensal: 1,7 pontos percentuais
Conclusão: 22 meses (fevereiro de 2015)

Arena Pantanal: 62% em 36 meses
Ritmo mensal: 1,72 pontos percentuais
Conclusão: 22 meses (fevereiro de 2015)

Arena da Amazônia: 60% em 35 meses 
Ritmo mensal: 1,71 pontos percentuais
Conclusão  23 meses (março de 2015)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s