São Paulo e os desafios até a Copa: dez obras devem ser entregues

Posted: March 22, 2013 in Uncategorized

Conclusão da Arena Corinthians, entrega de obras viárias no entorno do estádio e ampliação do aeroporto deGuarulhos. São esses os principais desafios de São Paulo até o dia 12 de junho de 2014, data em que a cidade receberá a partida inaugural da Copa do Mundo de 2014.

No palco do jogo de abertura, as obras atingiram 67% após o início da instalação dos módulos da cobertura no setor oeste. Ontem (20), a segunda estrutura foi erguida no local, que, até o final de abril, receberá 11 peças. Em dezembro de 2012, com o auxílio de um superguindaste, essa etapa foi finalizada na arquibancada leste, com o içamento de nove módulos.

A nove meses do prazo de conclusão previsto no cronograma, 1.710 operários trabalham na construção. A Odebrecht também dá andamento aos serviços de acabamento, além da terraplanagem no espaço do futuro gramado, cujo plantio deve ser finalizado até o final de maio. Até aqui, o cronograma é considerado satisfatório pela Fifa.

Indefinição
Apesar do bom andamento dos trabalhos desde maio de 2011, a Arena Corinthians viu a fonte secar nos últimos meses. Recentemente, o ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, alertou que a construção poderia parar caso os dois financiamentos que compõem a engenharia financeira da obra não fossem liberados.

Até agora, apenas a construtora cobriu os custos da arena, por meio de empréstimos-ponte, e segue à espera do repasse dos R$ 400 milhões do BNDES (a operação foi aprovada, mas não está contratada, pois depende das negociações entre o empreendedor e o banco repassador, o Banco do Brasil); e dos R$ 420 milhões em CIDs (Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento), incentivos fiscais para a região leste da capital paulista, que ainda não foram emitidos pela Prefeitura de São Paulo.

 

Entorno
Fora do estádio, a situação é um pouco melhor. A Arena Corinthians tem, atualmente, cinco obras viárias em andamento, desde agosto de 2012. De acordo com o governo, 20% das intervenções estão concluídas. Entre elas um novo acesso ao estádio pela Radial Leste. Até maio do ano que vem, a região terá uma nova alça de ligação no cruzamento da Av. Jacu Pêssego com a Radial e duas avenidas.

No momento, a Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), executa trabalhos de terraplanagem e drenagem, além de escavações e cravações de perfis metálicos. A estatal também realiza o remanejamento de rede elétrica.

Monotrilhos
Até o Mundial 2014, São Paulo terá dois trechos do monotrilho entregues pelo governo estadual. Na Linha 15-Prata (Ipiranga-Cidade Tiradentes), o trajeto entre a Vila Prudente e o bairro do Oratório será concluído até o final de 2013.  

Já a Linha 17- Ouro, projeto que fazia parte da Matriz de Responsabilidades e foi retirado, terá 7,7 km de extensão até meados de 2014. O trecho ligará o aeroporto de Congonhas à estação Morumbi da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

Iniciativa privada
Os aeroportos de Guarulhos e Viracopos (Campinas) foram concedidos à iniciativa privada no começo do ano passado. A concessão de Guarulhos, que tem prazo de 20 anos, foi arrematada por R$ 16,213 bilhões pelo consórcio Invepar – composto pelas empresas Invepar (Investimentos e Participações em Infraestrutura S.A) e Acsa, da África do Sul.

O valor da concessão de Viracopos ficou em R$ 3,821 bilhões, para o consórcio Aeroportos Brasil, composto pela Triunfo Participações e Investimentos (45%), UTC Participações (45%) e Egis Airport Operation (10%).

Em Guarulhos, a principal obra é a construção do terminal 3. Por ora, o consórcio executa a terraplanagem no local. O aeroporto também passa pela reforma nas pistas e dos terminais 1 e 2, além da construção de um edifício-garagem, cuja conclusão está prevista para este semestre.

Até 2011, quando a Infraero ainda estava à frente das obras do aeroporto, duas novas instalações foram entregues: o MOP (Módulo Operacional Provisório) e o terminal remoto, chamado de terminal 4. 

Já em Viracopos, segue a construção do novo terminal de passageiros e do edifício-garagem. Hoje, 700 trabalhores executam os trabalhos. O aeroporto também terá a modernização do terminal de passageiros, que deve ser finalizadas até o final deste mês. 

Todas as intervenções estão previstas para maio de 2014, a um mês da Copa. O investimento total do consórcio chegará a R$ 1,4 bilhão.

 

 
 

O que já está pronto

A Infraero entregou, no final de 2011, a primeira etapa das obras do terminal 4, erguido no antigo galpão das companhias Vasp e Transbrasil.

 

O que preocupa

A possível paralisação dos trabalhos na Arena Corinthians, devido à demora para o repasse do empréstimo do BNDES e dos CIDs. 

 

O que não começou

 Todas as obras já foram iniciadas.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s