Maracanã: grama começa a chegar, e campo deve ficar pronto até quarta

Posted: March 10, 2013 in Uncategorized

Palco das finais da Copa das Confederações de 2013 e da Copa do Mundo de 2014, o Maracanã começou a receber sua futura grama. O primeiro caminhão, contendo 18 rolos, chegou à obra de reforma do estádio por volta das 1h30m da madrugada desse domingo. A colocação do material no campo de jogo deve ser iniciada às 6h, e a previsão da Greenleaf, que cuida do gramado das seis sedes da competição desse ano, é deixar tudo pronto até a noite de quarta-feira. Cerca de 25 veículos devem ser utilizados no transporte.

Nova Grama do Maracanã (Foto: Marcelo Jesus/ GLOBOESPORTE.COM)

 

A grama foi plantada em uma fazenda no distrito de Sampaio Corrêa, em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio, e cultivada pela própria Greenleaf, que esperava apenas uma autorização para transportá-la ao Maracanã. Na tarde desse sábado, o presidente da Empresa de Obras Públicas do Rio de Janeiro (EMOP), Ícaro Moreno, esteve no local para acompanhar o trabalho de corte.

O processo de retirada do gramado começou por volta das seis horas da tarde. Máquinas especiais importadas da Espanha e que trabalham no Campo Nou, do Barcelona, foram responsáveis pelo trabalho. Antes de corte, um rolo foi passado no campo para amaciar o terreno. Depois, o trator iniciou o corte da grama, que era enrolada em um tipo de arame, onde se formavam os rolos. Isso tudo era feito no mesmo veículo. Cada rolo tem 18 metros de cumprimento por 1,20 de largura, um padrão novo no Brasil e muito utilizado na Europa. A areia usada na fazenda é a mesma do estádio, que terá o sistema de irrigação mais moderno do mundo, segundo os responsáveis pela reforma. O primeiro caminhão saiu da fazenda por volta das 21 horas.

– Trabalhamos forte para deixar a grama perfeita. Primeiro foi acertado o terreno e depois foi colocada uma areia especial que veio de Minas para fazer uma forração. Após isso, colocamos o substrato. Vai cobrir o Maracanã e ainda teremos uma reserva boa aqui na fazenda – disse Antônio Santana, funcionário da Greenleaf.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s